terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Projeto 1 no iMovie - Turma B



Meu primeiro projeto/experiência/aprendizado no iMovie (Apple/Mac) para a disciplina Praticas Mediaticas na Educacao, focando algumas imagens de aula no dia 20 de dezembro de 2012 na FE/UnB – com alguns alunos da Turma B (turno noturno) em atividades e as anotações registradas na lousa de quadro branco.

Todas imagens registradas e filme pertencem a (© 2012) Pedro Andrade.

Midia na educação. iMovie. Video e musica.



quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Marketing em mídias sociais

Como Você esta posicionado nas mídias sociais?

Edney Sousa faz uma excelente apresentação que vale conferir no SlideShare, este tambem uma rede social, no link:

Introducao ao social media marketing

sábado, 29 de setembro de 2012

PME - Turma B

Em 27 de setembro de 2012


Da E/D:
Francisco, Idalina, Juliana, Pedro Andrade,
Nathalia, Ana Carolina, Paulo, Joyce e Priscila

terça-feira, 11 de setembro de 2012

PME: Aulas exemplares no Portal do Professor


Aulas exemplares das turmas de PME publicadas no Portal do Professor do Ministerio da Educacao (MEC)

Autor(a): Brian Rovere dos Santos
Titulo: Conhecendo a minha cidade
Modalidade / nivel de ensino: Ensino Fundamental Inicial
Componente curricular:  
Temas: Modos de vida (urbano e rural), conservando o ambiente, lugar e paisagem



Autor(a): Clara Cabral Neves Martinho
Titulo: Os planetas do sistema solar
Modalidade/nivel de ensino: Ensino Fundamental Final
Componente curricular: Ciencias naturais, Matematica e Artes
Temas: Terra e Universo, grandezas e medidas, arte visual: produção do aluno em arte visual



Titulo: Vez, voz e decisão
Modalidade/nivel de ensino: Educacao de Jovens e Adultos / 2° Ciclo
Componente curricular: Historia
Tema: Trabalho e relacoes sociais

Autor(a): Jessica Rosa Marques
Titulo: O uso da imaginação por meio das animações de massinha
Modalidade / nivel de ensino: Educacao infantil, Ensino Fundamental inicial e final
Componente curricular: Artes, Etica e Arte Visual
Temas: Arte Visual: Produção do aluno em arte visual, O fazer artístico, Solidariedade, Arte Visual: Arte visual como produção cultural e histórica, Arte Visual: Apreciação significativa em arte visual

domingo, 9 de setembro de 2012

Documentos coletivos das turmas

Novos documentos coletivos para ser editados, lidos ou baixados, publicamente, na guia Doc coletivo

sábado, 8 de setembro de 2012

Seguranca nas redes sociais

Segurança nas redes sociais preocupa 86% dos brasileiros. E o que demonstrou uma pesquisa divulgada nesta pela companhia finlandesa F-Secure. De acordo com o levantamento 75% dos entrevistados têm dificuldade para manter seus computadores protegidos. 


Saiba mais no link Veja

Imagem copiada em Veja

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Quase 1 milhão em cursos superior a distância

Dados do Censo da Educação 2010 divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) dão conta que existem mais de 930.000 alunos matriculados em cursos superiores a distância.

Dos cursos superiores a distância, em 2010, 46% eram voltados à licenciatura. Bacharelado respondia por 29% e, tecnológico, por 25% do total. Nos cursos presenciais, a situação é oposta, com 73% das matrículas para bacharelado e 17% para licenciatura.
Perfil de quem realiza curso à distância é mulher, na faixa dos 28 anos.Há diferença também quando ao perfil do estudante presencial e daquele que estuda pela internet, segundo o Inep. No primeiro caso, metade dos matriculados tem até 22 anos e a média de idade geral é de 25 anos. Já na modalidade a distância, o ingresso acontece mais tarde e a idade mais frequente é 28 anos.


A revista Veja traz um resumo completo dos dados.

sábado, 5 de maio de 2012

Recomendações práticas de utilização de redes sociais nas escolas

Matéria publicada em Veja Abril disponibiliza o link para o guia de orientação a professores e nas redes sociais (Social Media Guidelines) pubicado pelo Departamento de Educação da cidade de Nova York, nos Estados Unidos. Segundo a matéria, os docentes só podem se comunicar com os alunos em blogs e sites como Facebook, Twitter, YouTube, Google+ e Flickr observadas as normas criadas para esse fim.



Saiba mais em:Schools NYC

terça-feira, 24 de abril de 2012

Mercado para pedagogos

Vale a leitura da ampla matéria do G1 Mercado para pedagogos está mais amplo, na seção Guia de Carreiras, que traz reportagem ilustrada com imagem, vídeo e infográfico sobre o mercado de trabalho para o profissional formado em Pedagogia. Esse mercado, em conformidade com a matéria, cada mais se diversifica e amplia as oportunidades, não se resumindo a atuação do pedagogo apenas a salas de aula.

O pedagogo é cada vez mais um profissional requisitado pelas mais diversas organizações: públicas e privadas. Todas organizações que têm atividades de capacitação e treinamento de profissionais ou desenvolvem produtos educacionais (software, material didático), e não são poucas, e nas chamadas universidades corporativas, que lançam mão de recursos de formação a distância, há, geralmente, pedagogos e especialistas em tecnologia educacional, para orientar os planos de ação pedagógica do uso da tecnologia.

domingo, 22 de abril de 2012

O desenho como linguagem autônoma,em comemoração aos 50 anos da Universidade de Brasília. Na Galeria Espaço Piloto. 

Desenho é uma forma de mídia. É preciso compreender isso.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Oficina de Educação Hipertextual

O Grupo de Pesquisa Educação Hipertextual (UnB-CNPq) informa a oferta, a partir do dia 17 de abril, de uma oficina, duração 40 horas, aos professores e pedagogos da Secretaria de Educação. A Oficina de Educação Hipertextual será certificada pela UnB como Curso de
Extensão.
A temática da oficina é o uso das Tecnologias na Educação e os organizadores são: Prof. Dra. Ângela Álvares Correia Dias – Professora Adjunta da Faculdade de Educação -  UnB; Karina da Silva Moura – Doutoranda em Educação pela FE/UnB; Edemir Jose Pulita – Mestrando em Engenharia de Mídias para Educação - Consórcio EUROMIME.
As demais informações sobre a oficina estão no cartaz.

Groups for schools

 O Facebook criou espaço destinado às instituições de ensino: Groups for Schools. Com esta nova ferramenta é possível conectar-se com as pessoas da mesma instituição de ensino, localizar e formar grupos para as suas classes e clubes, publicar arquivos e trocar mensagens -- ver o que está acontecendo no âmbito da instituição de ensino.






GRUPOS EM HARVARD


terça-feira, 10 de abril de 2012

Monografias UnB-FE: Educação a distância e Práticas Mediáticas



 




No Banco Digital de MonografiasBDM, na Comunidade de Graduação, pode ser encontrada na nossa área de conhecimento e trabalho com foco em pesquisa em educação a distância e práticas com mídias educativas uma boa quantidade de ensaios monográficos nos seguintes temas:

  • Acessibilidade digital – 1 monografia
  • Ambientes virtuais de aprendizagem – 3 monografias
  • Educação a distância – 8 monografias
  • Educação a distância: tutoria  – 1 monografia
  • Sociedade da informação (Projeto UCADF) – 1 monografia
  • Tecnologias assistivas – 1 monografia
  • Tecnologia educacional –  6 monografias

domingo, 8 de abril de 2012

Livro didático digital na escola pública

Projeto de Lei nº 965, apresentado em 11/04/2011 que dispõe sobre a disponibilização em formato digital aos beneficiários dos livros distribuídos no âmbito do Programa do Livro Didático do Ministério da Educação (MEC), continua aguardando parecer na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados. 

Caso venha a ser aprovada a emenda alterará a Lei nº 9.394, de 30 de dezembro de 1996, de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB, no que se refere a distribuição de conteúdos didáticos, e obrigará o MEC a disponibilizar as suas coleções de livros didáticos e paradidáticos, destinados a alunos e professores, também em formato digital.


Saiba como anda a tramitação do Projeto de Lei.


domingo, 26 de fevereiro de 2012

Grêmio Estudantil e as redes sociais

O novo modelo de militância estudantil não pode mesmo ser comparado ao que se viu nas décadas de 60, 70, 80 e 90, é apartidário, livre associação e organização horizontal: sem chapas, presidentes e eleições regulares. Mesmo as instituições de ensino, especialmente as que congregam as escolas públicas incentivam a criação porque tem interesse que as escolas tenham agremiações para representar os estudantes no conselho escolar, no entanto a organização de grêmios é mínima e se diferencia dos modelos no passado. "São outras pessoas, outras questões, outra época."

O mais interessante nos novos grêmios ou entre os estudantes da educação básica é a utilização das redes sociais, como o Facebook, que se tornou a ferramenta preferida para discussão de questões, pressão sobre determinados fatos sociais ou políticos (sem partidarismo) e a mobilização em rede entre estudantes para movimentos como o de Passe Livre nos transportes coletivos ou a redução dos preços de passagem de ônibus, melhorias dentro das escolas, defesa de temas como identidades, homofobia, violência de animais e até o direito de acesso à poesia, música e cinema, temas desses novos tempos. Algumas dessas mobilizações também tem chamado à participação de estudantes, através do Facebook, em grandes atos de manifestação como, por exemplo, contra a corrupção, um tema recorrente do passado e dos dias atuais.

Estudantes saíram às ruas em 1992 paea pedir o impeachment de Fernando Collor
Fonte - http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u383080.shtml

O nosso Salman Khan: Feijão

O nosso Salman Khan (http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx?edicao=2254&pg=70), brasileiro, Feijão, ou melhor Thiago Feijão, jovem universitário estudante de engenharia mecânica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), quer revolucionar a educação brasileira oferecendo vídeo-aulas, como aquelas de Khan.

Thiago Feijão
Fonte - http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/sonhar-grande-ou-pequeno-da-o-mesmo-trabalho


Apoiado pela Fundação Estudar, em parceria com a revista Veja,  desenvolveu o Quadrado Mágico, também denominado como QMágico, uma plataforma on-line que oferece vídeo-aulas e exercícios a estudantes e também orientação para pais e professores.
 
Em conformidade com matéria da revista, o projeto está a pleno vapor com mais de 500 vídeos em produção, que aos poucos estão sendo disponibilizados.


No canal QMágico no YouTube há treze vídeos. Uma amostra.


QMágico: Princípio da casa dos pombos - http://youtu.be/lWd13Hv2GTU

Ainda de acordo com a revista Veja online:

"Todas as aulas são apresentadas por estudantes universitários. O objetivo é promover uma abordagem nova, mais próxima aos alunos. No primeiro semestre deste ano, cerca de 6.000 crianças de 30 escolas públicas terão acesso ao material. Até 2017, a ideia é envolver 500.000 estudantes."

Mais em:

É realmente uma mente jovem inspiradora que procura fazer a diferença. Vale muito conhecer o Projeto.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

ICC: Minhocão

Wikimapia:

"Principal prédio da UnB, com dois pavimentos e subsolo, abriga a maioria dos departamentos e faculdades, salas de aula, laboratórios, anfiteatros etc.


O edifício do ICC é a unificação dos cinco Institutos de Ciências (Matemática, Física, Química, Biologia e Geociências) previstos por Lúcio Costa no primeiro plano urbanístico da universidade. 

De Oscar Niemeyer partiu a decisão de unificá-los em um único prédio, destinado às ciências puras, que seria o Instituto Central de Ciências - ICC. 

O ICC, conhecido na universidade como "minhocão", começou a ser construído nos primeiros anos da universidade, após os SG e a FE, pela extremidade sul."

http://wikimapia.org/147697/pt/ICC-Instituto-Central-de-Ci%C3%AAncias-Minhoc%C3%A3o



en.wikipedia.org

Quadro de giz


Quadro de giz de uma sala de aula (AT 092 térreo) comum típica do ICC (Instituto Central de Ciências), do dito "Minhocão", Campus Darcy Ribeiro da UnB. 

O quadro de giz é um recurso tecnológico tradicional utilizado para ensinar e aprender. As mídias associadas ao processo de ensino-aprendizagem são a escrita e a oralidade, envolvendo conteúdos e dinâmicas pedagógicas adequadas.

Quadro de giz

© 2012 Pedro Ferreira de Andrade

Aula no Portal do Professor: link da aula do Brian

Finalmente a aula do Brian, aluno da disciplina no semestre passado, foi publicada no Portal do Professor... depois de um tempão. Ufa!

Muito legal. Parabéns Brian!

Penso que a equipe do Portal foi reforçada para avaliar as aulas enviadas. Muito bom isso!

O link da aula do Brian:
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=37407

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012



Turma Verão 2012 - Laboratório de Informática Ábaco (ASS-08/33)

© 2012 Pedro Ferreira de Andrade


Turma Verão 2012: flagrante de confraternização



Luciana, Priscila, Luciane, Raissa e Gabriela

© 2012 Pedro Ferreira de Andrade

Turma Verão 2012 (permanentes): para sempre lembrar



PME Turma Verão 2012 - no Lab Ábaco (ASS-08/33)

© 2012 Pedro Ferreira de Andrade

***
Da esquerda para a direita sentados: 
Priscila, Luciana, Laila, Thais, Ana Carolina, Lucas, Ana Vanessa e Pedro
Da esquerda para a direita em pé: 
Luciane, Márcio "Siri Dharma", Raissa e Herlan
 ***
Ausentes na fotografia a Gabriela, que registrou a imagem,
e a Mariele, que se ausentou poucos minutos antes: tinha uma consulta

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Tecnologia nas escolas

Transcrição de notícia do site do Ministério da Educação (http://portal.mec.gov.br/) sobre o "novo" programa de disseminação de tecnlogia nas escolas públicas.

Data da publicação: Quinta-feira, 02 de fevereiro de 2012 - 21:21

 

Ministério distribuirá tablets a professores do ensino médio


http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17479
















O Ministério da Educação vai investir cerca de R$ 150 milhões neste ano para a compra de 600 mil tablets para uso dos professores do ensino médio de escolas públicas federais, estaduais e municipais. De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, os equipamentos serão doados às escolas e entregues no segundo semestre.

O objetivo do projeto Educação Digital – Política para computadores interativos e tablets, anunciado pelo ministro Mercadante nesta quinta-feira, 2, é oferecer instrumentos e formação aos professores e gestores das escolas públicas para o uso intensivo das tecnologias de informação e comunicação (TICs) no processo de ensino e aprendizagem.

Para o ministro, o mundo evolui em direção a uma sociedade do conhecimento e a escola tem que acompanhar esse processo. “É muito importante que a gente construa uma estratégia sólida para que a escola possa formar, preparar essa nova geração para o uso de tecnologias da informação”, disse. Segundo o ministro, esse é um processo e o governo federal quer acelerar, sem atropelos. “É evidente que a tecnologia não é um objetivo em si, nada substitui a relação professor-aluno.”

A tecnologia, afirmou, vai ser tão mais eficiente quanto maiores forem os cuidados pedagógicos e quanto maior for o envolvimento dos professores no processo. “Estamos definindo que, na educação, a inclusão digital começa pelo professor.”

O projeto compreende o computador interativo - equipamento desenvolvido pelo MEC, que reúne projeção, computador, microfone, DVD, lousa e acesso à internet, e o tablet. Os computadores interativos já foram distribuídos para as escolas do ensino médio e no segundo semestre chegam os tablets. Esses tablets serão nos modelos de 7 ou 10 polegadas, bateria com duração de 6 horas, colorido, peso abaixo de 700 gramas, tela multitoque, câmera e microfone para trabalho multimídia, saída de vídeo, conteúdos pré-instalados, entre outras características.

Aos computadores serão integradas as lousas eletrônicas, compostas de caneta e receptor. Acopladas ao computador interativo (equipamento com computador e projetor, ofertado pelo MEC aos estados e municípios), permitirão ao professor trabalhar os conteúdos disponíveis em uma parede ou quadro rígido, sem a necessidade de manuseio do teclado ou do computador.

Além de enviar equipamentos, o MEC oferece cursos de formação aos professores. Segundo Mercadante, mais de 300 mil professores já fizeram o curso do ProInfo, e agora os 600 mil que lecionam no ensino médio terão à disposição um curso de 360 horas para trabalhar com as novas mídias. A qualificação será feita pela rede de formadores do ProInfo, que já trabalha com especialistas de universidades públicas.

Fundamental
- Pelo cronograma do projeto Educação Digital, assim que for concluída a entrega de tablets para as escolas do ensino médio, terá início a distribuição para os estabelecimentos do ensino fundamental que oferecem os anos finais e a seguir para os anos iniciais. Foram pré-requisitos para definir por onde começar a distribuição de tablets: ser escola urbana de ensino médio, ter internet banda larga, laboratório do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo) e rede sem fio (wi-fi).

Conforme o ministro da Educação, com a entrega de novas tecnologias da informação, professores e escolas públicas vão poder combinar esses instrumentos com as demais mídias. Ele citou o Portal do Professor, que é um dos espaços mais consultados pela categoria e que ainda pode e deve ser ampliado. Hoje, disse, estão disponíveis no portal 15 mil aulas criadas por educadores e aprovadas por um comitê editorial do MEC. Mercadante anunciou que vai lançar editais e constituir um comitê nacional para selecionar e recomendar as melhores aulas que estarão disponíveis para todos os professores.

Ionice Lorenzoni


Veja a matéria e ouça a entrevista do ministro Aloizio Mercandante em:
http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17479

domingo, 29 de janeiro de 2012

Aplicativos para crianças

Essa matéria é interessante para o pedagogo e ao licenciando em geral.

A revista online Veja na reportagem Aprendizado na ponta dos dedos, por Renata Honorato, informa que entre os programas de educação para tablets mais vendidos nos Estados Unidos pela App online da Apple 80% são voltados a crianças, mirando a educação infantil até 5 anos de idade. De acordo com a reportagem, boa parte dos apps pretendem desenvolver capacidades cognitivas, auxiliando no aprendizado de cores e formas e também na alfabetização, além de exercitar a coordenação motora.

Ler mais no link:
http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/alfabetizacao-na-ponta-dos-dedos 

Apps recomendados para crianças em conformidade com as sugestões de Pollyana Notargiacomo Mustaro, professora da Universidade Mackenzie, referenciada na reportagem:
1. Histórias de embalar: HD
2. iColoringBook HD3
3. abc Trace
4. Story Maker HD 
5. O dragãozinho UJ

Fonte:
http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/alfabetizacao-na-ponta-dos-dedos


Sugestões de especialistas quanto a escolha de um bom aplicativo:

http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/alfabetizacao-na-ponta-dos-dedos 

sábado, 28 de janeiro de 2012

Campus Party Brasil 2012: Empreendedorismo

Tema: Empreendedorismo

É a palavra de ordem. Ensinar a empreendedores de idéias inovadoras a fazer bons negócios

"EDIÇÃO 2012

Maior e melhor

CPBR5
O maior acontecimento de tecnologia e internet do mundo inaugura 2012 pronto para celebrar seu quinto ano no Brasil e ocupar 64 mil m² do Anhembi Parque, a nova casa da Campus Party na cidade de São Paulo.
E, se há mais espaço, há mais lugares para campuseiros também. Por isso, nesta edição, um número recorde de 7 mil felizardos é esperado para acompanhar todas as atividades programadas para o evento. Além disso, é uma chance única de encontrar as principais comunidades da web brasileira para compartilhar conhecimentos, expandir a rede de contatos e, quem sabe, iniciar um novo negócio.

Conteúdo para dar e vender

Palestras da CPBR4
A exemplo das edições anteriores, a Campus Party Brasil 2012 trará, além de todas as palestras, oficinas e debates, algumas centenas de horas de conteúdos relevantes e atualizados.

Competições de games, as principais estrelas da internet brasileira, jovens empreendedores. Enfim, não faltam elementos para suprir os anseios de todos os tipos de mentes brilhantes que habitam os corredores deste mega evento.

Completando a lista, vale lembrar o retorno das atividades voltadas para os campuseiros empreendedores, como o Campus Empreendedorismo.

Mais amplo e interativo

Zona Expo CPBR4
Os espaços voltados para o público em geral também estão mais amplos, confortáveis e, principalmente, muito mais interativos, transformando a Zona Expo em um verdadeiro parque de diversões tecnológico.

Tudo isto serve para receber da melhor forma possível os visitantes do evento e as milhares de pessoas que têm o primeiro contato com o mundo da internet através da nossa Área de Inclusão Digital.

Este ano, o destaque fica por conta da realização do Intel Extreme Masters, a maior competição de games do mundo, que terá, pela primeira vez na sua história, uma etapa na América do Sul!

Está esperando o quê? Venha fazer parte da semana mais intensa e tecnológica da sua vida!

Campus Party Brasil 2012. 
+ Quando? De 6 a 12 de fevereiro de 2012
+ Onde? Anhembi Parque, São Paulo, SP."

Fonte - http://www.campus-party.com.br/2012/edicao-2012.html

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

UnB (Universidade de Brasília): Prédio da Reitoria

UnB  Prédio da Reitoria 
© 2012 Pedro Ferreira de Andrade





A revista online Educação, formação & tecnologias EFT apresenta em seu volume 4, n. 2 (2011) excelentes artigos que contribuem para a construção do conhecimento em Práticas Mediáticas na Educação, destacando:

 . Potencialidades da disciplina TIC para a mudança de práticas educativas - Isabel Barbosa, Maria João Loureiro

. Os idosos na aquisição de competências TIC - Claudia Maria Pereira, Rui Neves

. As redes sociais na promoção da aprendizagem colaborativa: um estudo no ensino secundário - Paula Minhoto, Manuel Meirinhos

. Blogue: Tecnologia com Potencialidades para o Ensino e Aprendizagem da Língua Inglesa - Etelvira Querido Figueiredo, Eduardo Luís Cardoso


Link de acesso ao vol 4 da revista:

http://eft.educom.pt/index.php/eft

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

As cores das flores

"Há um passarinho para que cada flor tenha a sua cor..."

Para motivar na criação do seu vídeo no Movie Maker

Em uma escola da Espanha... Uma criança cega tem que fazer uma redação sobre o tema desta postagem.



Não é só o fazer por fazer o vídeo, mas fazer para ter uma utilidade prática educativa. Tem que ter uma mensagem e servir a uma aplicação prática para a educação infantil, ou para as séries iniciais do Ensino Fundamental ou  para a Educação de Jovens e Adultos.

É claro que é também o fazer para aprender a fazer um vídeo.

Depois de publicado no seu blog ou no YouTube muitas pessoas podem ver e, com certeza, vão avaliar... Pense nisso!